Rua Polignano A’Mare, 51 - Brás
Cep: 03005-040 - São Paulo, SP

Secretaria
Notícias › 18/09/2018

Debate de Aparecida: bispos farão perguntas a candidatos a Presidência da República

A corrida eleitoral segue a todo vapor e os candidatos a deputados estaduais, federais, governadores e a presidência estão se esforçando para mostrar aos eleitores suas propostas. No próximo dia 20 de setembro, a partir das 21h30, será a vez dos candidatos à Presidência da República apresentarem suas propostas para o país no Debate de Aparecida, promovido pela CNBB em parceria com o Santuário Nacional de Aparecida.

Promovido pela CNBB e com mediação da jornalista Joyce Ribeiro, o evento contará com a transmissão em rede das emissoras de TV e rádio de inspiração católica, além de portais na internet, ressalta o secretário-geral da CNBB, dom Leonardo Steiner.

“Nós teremos a oportunidade de ouvir de nossos candidatos as suas propostas e projetos. É uma oportunidade de a Igreja mostrar seu interesse pela política. E, nós como Igreja, dizermos que temos necessidade de termos bons políticos, bons candidatos e candidatas”.

O secretário-geral lamenta não haver a oportunidade de debater com os candidatos ao Senado, a Câmara Federal, as estaduais e os governadores. Mas, acredita que já é um grande passo a realização deste debate que é uma chance de os candidatos poderem expor aos brasileiros e brasileiras os seus projetos e ideias.

“Vivemos um momento muito difícil. O país atravessa quase na beira do abismo no sentido ético e econômico e, por isto, queremos dar esta contribuição. E será uma boa contribuição com a ajuda das TVs e rádios católicas”, diz dom Leonardo.

Quanto ao formato, o Debate tem a previsão de duas horas de duração, divididas em cinco blocos. Algumas perguntas apresentadas aos políticos serão feitas por sorteio, outras feitas por bispos da CNBB e jornalistas previamente inscritos. Também estão previstas perguntas entre os próprios candidatos. Réplicas e tréplicas serão permitidas em alguns momentos.

Segundo dom Leonardo, foi debatido no Conselho Episcopal de Pastoral as realidades que poderiam ser abordadas com os candidatos e estas realidades foram transformadas em perguntas que serão levadas por bispos aos candidatos.

“Queremos dar esta contribuição como bispos para que a sociedade se sinta representada. Não abordaremos apenas temas ou realidades que dizem respeito à Igreja. Dizem respeito a ela porque ela tenta anunciar o Reino de Deus, isto é a transformação da sociedade numa sociedade justa, fraterna, equânime, solidária. Portanto, uma sociedade onde todos tenham a chance e onde todos sejam integrados”, finaliza.

O Debate de Aparecida

A previsão de duração é de duas horas, divididas em cinco blocos. No primeiro, a mediadora fará a abertura, discorrendo sobre as emissoras que estão transmitindo. Em seguida, vai citar os nomes dos candidatos que estão presentes e os que não compareceram ao encontro. Na sequência, o GC (Gerador de Caracteres) cita os nomes dos outros candidatos sem representação na Câmara dos Deputados e que não participarão do debate. A primeira pergunta – destinada a todos os candidatos, que terão 2 minutos – será feita por um (arce)bispo designado pela presidência da CNBB.

No segundo bloco, será aberta a possibilidade de confronto direto entre os candidatos, com tema livre. O mediador vai sortear o candidato que irá perguntar e o outro que responderá. A pergunta deverá ser feita em até 30 segundos, com resposta em 2 minutos, réplica em 1 minuto e meio e tréplica em 1 minuto.

No terceiro bloco, as perguntas serão feitas por jornalistas das emissoras filiadas à Signis Brasil. Os temas serão definidos previamente e as perguntas pré-definidas pela organização do debate. Será feito um sorteio na hora para definir qual candidato irá responder, no tempo máximo de dois minutos.

No quarto bloco, será aberta a possibilidade de confronto direto entre os candidatos, com tema livre. O mediador fará o sorteio do candidato que irá perguntar e de outro para responder. A pergunta deverá ser feita em até 30 segundos, com resposta em dois minutos, réplica em 1 minuto 30 segundos e tréplica em 1 minuto.

No quinto e último bloco as perguntas, com tema livre, serão feitas por bispos indicados pela CNBB, sendo um bispo para cada candidato. O mediador vai sortear na hora o candidato que irá responder. A pergunta será feita em até 30 segundos e as respostas em 2 minutos. Neste bloco também serão feitas as considerações finais de cada candidato, sendo que cada um terá 1 minuto.

Via CNBB

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.