Rua Polignano A’Mare, 51 - Brás
Cep: 03005-040 - São Paulo, SP

Secretaria
Notícias › 23/07/2020

Arcebispo de Natal é diagnosticado com Covid-19

Dom-Jaime-Vieira-Rocha-Foto-Brunno-Antunes-Arq-Natal

Foto: Brunno Antunes – Arquidiocese de Natal

O Arcebispo de Natal (RN), Dom Jaime Vieira Rocha, testou positivo para o novo coronavírus e a Arquidiocese local convocou os fiéis a acompanhá-lo com orações.

Segundo comunicado da Arquidiocese de Natal, Dom Jaime recebeu o diagnóstico na noite de segunda-feira, 20 de julho.

“Graças a Deus, o Senhor Arcebispo encontra-se praticamente assintomático, sereno, disposto, com acompanhamento médico e devidamente medicado. Seu quadro clínico está muito bom, sem sinais que apontem para gravidade alguma. Dom Jaime prosseguirá sendo acompanhado e realizando o tratamento em sua própria residência”, informou a nota.

“Acompanhemos o nosso Arcebispo com nossas orações e confiemos o seu pleno restabelecimento e de todos os demais enfermos aos cuidados da Virgem Maria, nossa padroeira, Nossa Senhora da Apresentação”, concluiu.

Além do Arcebispo de Natal, outros Prelados brasileiros também testaram positivo para Covid-19. De acordo com levantamento da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), entre esses estão alguns bispos que já estão curados: Dom Juarez Souza da Silva, Bispo de Parnaíba (PI); Dom Alberto Taveira Corrêa, Arcebispo de Belém (PA); Dom Antônio de Assis Ribeiro, Bispo auxiliar de Belém (PA); e Dom Edson Tasquetto Damian, Bispo de São Gabriel da Cachoeira (AM).

Outros quatro estão de repouso e em recuperação: Dom Ailton Menegussi, Bispo de Crateús (CE); Dom Plínio José da Luz, Bispo de Picos (PI); Dom Vítor Agnaldo de Menezes, Bispo de Propriá (SE); e Dom Joaquim Wladimir Lopes Dias, Bispo de Colatina (ES).

A Covid-19 também levou ao falecimento de dois prelados brasileiros: O Arcebispo Emérito da Paraíba, Dom Aldo di Cillo Pagotto, que morreu em 14 de abril, aos 70 anos, e o Bispo de Palmares, Dom Henrique Soares da Costa, que faleceu em 18 de julho, aos 57 anos.

Em recente declaração ao site da CNBB, o secretário-geral da Conferência, Dom Joel Portella, assinalou que a Igreja, como um todo, se entristece com cada morte: de bispos, padres, diáconos e de cada batizado. “A morte é sempre cruel, ainda mais quando chega do modo devastador como está acontecendo na pandemia”, disse.

Entretanto, ressaltou que, junto com a tristeza, vem a esperança. “Como cristãos, somos anunciadores da Ressurreição e é nessa hora que nossa fé é ainda mais testada”, afirmou.

Além disso, indicou a necessidade do compromisso de trabalhar no enfrentamento da pandemia. “Nós devemos isso a todas as vítimas da Covid-19, ao nosso país e às gerações futuras. Deus, que acolheu os mortos pela pandemia, nos fortalece no cuidado de nós mesmos e uns dos outros”, reiterou.

Ainda de acordo com a CNBB, último levantamento realizado em 29 de maio pela Comissão Nacional de Presbíteros (CNP) indicava que até então 117 sacerdotes tinham sido infectados pelo coronavírus e 14 tinham falecido devido a Covid-19. Um novo está sendo produzido pela Comissão e deverá ser divulgado em breve.

Via ACI Digital

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.