Rua Polignano A’Mare, 51 - Brás
Cep: 03005-040 - São Paulo, SP

Secretaria
Artigos › 27/04/2020

Como fortalecer a virtude da humildade

cross-106416-640-1

Na sua primeira Carta, São Paulo nos fala sobre os deveres dos fiéis: “Todos vós, em vosso mútuo tratamento, revesti-vos de humildade; porque Deus resiste aos soberbos, mas dá a sua graça aos humildes (Prov 3, 34). Humilhai-vos, pois, debaixo da mão de Deus, para que ele vos exalte no tempo oportuno. Confia-lhe todas as vossas preocupações, porque ele tem cuidado de vós” (1 Pe 5, 5-7).

A humildade sempre esteve presente nas palavras e, principalmente, nas atitudes de Jesus. Quando falou aos escribas e fariseus, o recado foi claro: “O maior dentre vós será o vosso servo. Aquele que se exaltar será humilhado e aquele que se humilhar será exaltado” (Mateus 23, 11-12).

No livro de Eclesiástico também encontramos uma verdadeira lição sobre a humildade: “Na dor, permanece firme, na humilhação tem paciência. Pois é pelo fogo que se experimentam o ouro e a prata, e os homens agradáveis a Deus, pelo cadinho da humilhação. Põe tua confiança em Deus e ele te salvará” (Eclo 2, 4-6).

E como podemos fortalecer nossa humildade?

Primeiramente confiando em Deus. Como disse São Pedro, devemos confiar todas as nossas preocupações em nosso Pai. Confiar nossas preocupações não quer dizer que devemos ficar de braços cruzados, esperando a graça divina resolver os nossos problemas. Devemos fazer a nossa parte, mas reconhecendo que somos fracos, não temos forças para todas as batalhas. É a graça de Deus que vai nos fortalecer.

Nossa humildade também deve ser exercida no relacionamento com o próximo, quando nos colocamos a serviço do outro. Mais uma vez Jesus nos mostra o caminho: “Todo aquele que quiser tornar-se grande entre vós, se faça vosso servo” (Mateus 20, 26). Ele disse isso quando a mãe dos apóstolos João e Tiago pediu que seus filhos se sentassem ao lado de Jesus no seu Reino.

Nestes tempos de pandemia, rezemos para que Deus nos conceda a graça da humildade, que saibamos reconhecer nossas fraquezas e que encontremos junto a Ele a força necessária para nossas batalhas. E Jesus mesmo nos disse: “Pedi e se vos dará. Buscai e achareis. Batei e vos será aberto. Porque todo aquele que pede recebe. Quem busca, acha. A quem bate, abrir-se-á” (Mateus 7, 7-8).

Via Aleteia

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.